domingo, 19 de abril de 2015

Dilma deve vetar pontos do projeto que amplia terceirização

caca
O governo está convicto de que o projeto que estende a terceirização de trabalhadores para as atividades-fim das empresas, em discussão no Congresso, resultará na precarização das relações trabalhistas, com a substituição de trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) pela chamada “pejotização”. Ou seja, abriria brecha para a substituição de empregados com registro em carteira por terceirizados, sem os mesmos direitos assegurados hoje pela legislação trabalhista.

Outro risco é o aumento do número de trabalhadores que precisam abrir uma empresa para serem contratados como pessoa jurídica (PJ).

O Palácio do Planalto aguarda a votação da matéria no Congresso, porque entende que os partidos e as centrais sindicais têm mais instrumentos para garantir que direitos não sejam perdidos. Fontes do governo disseram ao GLOBO que, se ao fim de todo o processo permanecer a avaliação de que garantias foram perdidas, a tendência é a presidente Dilma Rousseff vetar pontos da lei.

— O governo tem duas posições muito claras, contra a perda de arrecadação e contra brechas legais que permitam a “pejotização” dos trabalhadores que acabam com direitos, e trabalha para o que o texto seja alterado — disse um auxiliar presidencial.

Os problemas com o projeto da terceirização serão discutidos na quarta-feira durante a reunião de coordenação política, antes da votação do texto na Câmara dos Deputados.

Com informações de O Globo.

Encontro de Pacientes de Lipodistrofia 24/04


sábado, 18 de abril de 2015

Aplicativo destinado a microempresário está disponível para download


Produzido para plataformas móveis, o Qipu é gratuito e roda nos sistemas iOS e Android.


O Qipu, aplicativo para ajudar microempresários a cumprir com as obrigações, está disponível para download. Produzido para plataformas móveis, o aplicativo é gratuito e roda nos sistemas iOS e Android. Em breve, estará disponível também para o Windows Phone

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o aplicativo foi criado para atender aos microempresários, que normalmente trabalham sozinhos e têm pouco tempo para dedicar à gestão financeira. O aplicativo, por exemplo, controla as vendas e compras durante todo o ano e prepara a declaração anual para o empreendedor. Entre as funcionalidades do aplicativo estão as notificações, como lembretes para o pagamento da Declaração de Arrecadação Simplificada (DAS-MEI) e para fazer entrega da Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

O microempreendedor individual é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60 mil por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Ele também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Entre as vantagens está o direito de ter o registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. O microempreendedor individual pode contratar um empregado pagando um salário mínimo ou o piso da categoria.

Sobre as obrigações tributárias, o Sebrae informou que esse empreendedor deve apenas pagar uma guia mensal (DAS-MEI), que varia de R$ 40,40 a R$ 45,40, dependendo da área de atuação, valor destinado à Previdência Social e aos impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou Sobre Serviços (ISS). Os valores são atualizados anualmente de acordo com o salário mínimo.

O microempreendedor individual enquadra-se no Simples Nacional e é isento do pagamento dos tributos federais Imposto de Renda, Programa de Integração Social (PIS), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), Imposto sobre Produtos Industrializados e Contribuição Socal sobre o Lucro Líquido (CSLL). Além da guia mensal, esse tipo de empreendedor tem outra obrigação, que é entregar a declaração anual.

O aplicativo foi desenvolvido pelo Sebrae, em parceria com o Buscapé Company .

Fonte: Nominuto

Feira do Microempreendedor é encerrada em Currais Novos


Durante 3 dias de evento (16, 17 e 18), os currais-novenses puderam conferir de perto casos de sucesso de microempreendedores da região. A cidade sedia pela 1ª vez a 3ª edição da Feira do Microempreendedor Individual do Seridó.

A feira de negócios exclusiva para microempreendedores individuais é um projeto pioneiro no Brasil e está consolidada como um dos maiores eventos promovidos pelo Sebrae-RN, durante a Semana Nacional do MEI.

Policiais militares ameaçam paralisação caso Lei de Praças não seja efetivada

POLICIAIS  2222
Policiais, praças, cabos e soldados podem fazer nova paralisação caso o Governo do Estado não cumpra a efetivação da Lei de Promoções prevista para a próxima terça-feira (21). Além da paralisação, por tempo indeterminado, a categoria pretende acampar novamente em frente à Governadoria até que o Governo dê algum posicionamento sobre a questão.

Segundo informou Roberto Campos, presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), há morosidade por parte do governo no encaminhado do processo. Na próxima quarta-feira (22) haverá uma assembleia geral, marcada para as 9h, em frente a Governadoria para que se decida quais serão os passos seguintes.

Em nota, Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN) comunicou “que tem trabalhado com afinco para que o sonho de muitos militares seja realizado por meio do cumprimento da Lei de Promoção de Praças e esclarece que, infelizmente, o tempo necessário para a adoção de todas as providências legais para garantir a promoção dos militares estaduais foi e está sendo escasso em relação ao grande volume dos policiais aptos à promoção e o reduzido número de profissionais existentes, atualmente, nos quadros administrativos da Corporação”.

Abertas as inscrições para o Prêmio Innovare 2015

Estão abertas, até o dia 14 de maio, as inscrições para o XII Prêmio Innovare. O objetivo da iniciativa é incentivar práticas inovadoras realizadas por magistrados, membros do Ministério Público estadual e Federal, defensores públicos e advogados de todo o Brasil, que estejam contribuindo com a qualidade e a modernização da Justiça brasileira.

O tema do Innovare deste ano é “Redução das ações judiciais do Estado: menos processo, mais agilidade”. O prêmio será concedido em sete categorias: tribunal, juiz, ministério público, defensoria pública, advocacia, prêmio especial e justiça e cidadania.

A categoria justiça e cidadania é a grande novidade deste ano. A modalidade é voltada para quem não é da área jurídica e tem tema livre. Podem se inscrever associações sem fins lucrativos, igrejas, empresas, escolas e profissionais de todos os segmentos.

As inscrições vão até 14 de maio e devem ser apresentadas exclusivamente por meio da ficha eletrônica disponibilizada no portal www.premioinnovare.com.br. As avaliações das práticas inscritas seguem os critérios de eficiência, qualidade, criatividade, exportabilidade, satisfação do usuário, alcance social e desburocratização.

Os vencedores do prêmio serão apresentados à sociedade em solenidade pública, em Brasília. O evento ainda não tem data marcada.


Depen abre Concurso Público com 258 vagas de níveis médio e superior

depen_face
Com a execução do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) realiza um dos Concursos Públicos mais aguardados em 2015, com a oferta de 258 vagas. Deste montante há reserva para pessoas com deficiência e candidatos negros.

Por meio desse certame serão nomeados Especialistas em Assistência Penitenciária das áreas de Enfermagem (2), Farmácia (1), Pedagogia (2), Psicologia (1), Serviço Social (1) e Terapia Ocupacional (1); Agente Penitenciário Federal (240) e Técnico de Apoio à Assistência Penitenciária - Técnico em Enfermagem (10).

Os cargos exigem formação de níveis médio ou superior e oferecem salários de R$ 3.679,20; R$ 5.254,88 ou R$ 5.403,95, considerando a função exercida, já que a jornada a ser desempenhada está definida em 40 horas semanais. Em caso de plantão, considera-se 192 horas mensais.

O período de inscrição ocorre de 27 de abril de 2015 a 17 de maio de 2015, pelo site www.cespe.unb.br. A taxa a ser recolhida nessa etapa é de R$ 75,00; R$ 90,00 ou R$ 95,00, que deve ser paga por GRU em qualquer unidade bancária.

Para classificar os participantes serão aplicadas Provas Objetiva e Discursiva, Exame de Aptidão Física, Avaliações Médica e Psicológica, Investigação Social e Curso de Formação Profissional. A classificação final possui validade de dois anos, com possibilidade de ser prorrogada por igual período.

Os testes estão divididos em duas fases e possuem caráter classificatório e/ou eliminatório. A data provável para aplicação da Prova Objetiva, que inicia essa etapa é 28 de junho de 2015, quando os participantes terão 4h30 para realizarem o teste nas 26 capitais do país, no Distrito Federal e nas cidades de Catanduvas (PR) e Mossoró (RN).

Outros detalhes podem ser conferidos no edital de abertura disponível em nosso site.

Fonte: PCI Consursos 

Dispositivo para o dedão permite movimentar telas sem tocá-las



Um dispositivo chamado NailO, desenvolvido no Laboratório de Mídia do MIT, permite fazer comandos em telas sem tocá-las. O dispositivo é encaixado no dedo do usuário e por Bluetooth se conecta a um aparelho móvel ou computador para transmitir os comandos.

O aparelho reconhece vários gestos e é também capaz de ser usado para digitar caracteres. Ele promete ser uma grande ajuda para quando o usuário estiver com as duas mãos ocupadas e quiser fazer alguma movimentação na página que está sendo exibida.

A CNET informou que, nos testes, o dispositivo reconheceu cinco gestos com 92% de precisão. O projeto enfrentou dores de cabeça ao longo do caminho: é difícil combinar uma antena e um processador com tal proximidade e encontrar uma bateria pequena o suficiente com a vida respeitável é complicado também. Mas independentemente disso os pesquisadores planejam continuar a desenvolver o conceito.
A equipe vai apresentar o dispositivo na próxima conferência CHI 2015, em Seul na Coreia do Sul.
Fonte – Olhar Digital 

Baixa visão: classificação quanto ao perfil de resposta visual

Pessoas com baixa visão ou visão subnormal conseguem ler com auxílio de aparelhos e material ampliado e com contrastes
Pessoas com baixa visão ou visão subnormal conseguem ler com auxílio de aparelhos e material ampliado e com contrastes

De acordo com décima revisão de classificação estatística internacional das doenças e problemas relacionados à saúde (CID-10), considera-se visão subnormal ou baixa visão quando o valor da acuidade visual corrigida no melhor olho é menor que 0,3 e maior ou igual a 0,05 ou seu campo visual é menor que 20 graus. E considera-se cegueira quando a acuidade visual se encontra abaixo de 0,05 ou campo visual menor do que 10 graus.

A Sociedade Brasileira de Visão Subnormal classifica a baixa visão com valores de acuidade um pouco diferentes. Para acessar todas as informações, clique aqui.

Faye (1990) define de forma didática três grupos de perfil de reposta visual, de acordo com a interação da doença ocular e a funcionalidade visual (correlação clínico-funcional):

Diminuição da transparência dos meios ópticos do globo ocular

São as alterações geradas pelas opacidades das estruturas oculares. As principais causas são: catarata, opacidade vítrea, lesões e ou opacidade de córnea, ceratocone e irregularidade do filme lacrimal.

Os pacientes apresentam acuidade visual reduzida de acordo com a intensidade da opacificação dos meios. Podem apresentar glare e redução da sensibilidade ao contraste.
Comparação entre Visão Normal e visão com Cataratas
Comparação entre Visão Normal e visão com Cataratas

Os auxílios possíveis são correção óptica adequada, controle da iluminação e ajuste do contraste (por meio de auxílios ópticos e não ópticos), e em alguns casos pode haver melhora da resolução ao realizar um pequeno aumento da imagem.

Defeito de campo visual central

Representam o grupo de doenças que geram diminuição da visão no campo visual central. As principais causas são: degeneração macular relacionada à idade (DMRI), retinocoroidites maculares, distrofia de cones, doença de Stargardt e lesões das vias ópticas.

As alterações funcionais podem variar dependendo do grau de envolvimento macular, manifestando-se desde uma leve distorção da imagem até um escotoma central denso (ponto escuro). Pode levar a diminuição da acuidade visual, defeito da visão de cores e redução da sensibilidade ao contraste para altas e médias frequências.

Geralmente as primeiras queixas são leitura ineficiente e dificuldade para reconhecimento de faces e expressões faciais. Nesses casos, os paciente aprende a utilizar a visão periférica por meio de posições do olhar ou da cabeça.
Comparação entre Visão Normal e Visão com DMRI


Comparação entre Visão Normal e Visão com DMRI

Os auxílios possíveis são: uso de correção óptica e de adição se necessário, ampliação da imagem retiniana (para o melhor uso da retina periférica e da região perimacular), aumento do contraste e a adequação das condições ambientais de iluminação. Nos casos em que a diminuição da sensibilidade ao contraste atinge as altas e médias frequências, a ampliação da imagem retiniana tem melhores resultados. Porém, nos casos quem apresentam também diminuição da sensibilidade ao contraste para baixas frequências, a ampliação óptica poderá não ser bem sucedida e tem indicação para recursos de videoampliação da imagem (maior controle de contraste da imagem).

Defeitos do campo visual periférico

Representam as anormalidades que geram diminuição do campo de visão periférico. As principais causas são casos avançados de glaucoma, retinose pigmentar, casos de retina fotocoagulada e doenças neurológicas.

O paciente apresenta alterações funcionais como: dificuldade de reconhecimento e de orientação no ambiente, dificuldade de localização de objetos, diminuição da resposta visual sob condição de baixa luminosidade e redução da sensibilidade ao contraste. Os defeitos de campo visual periférico podem ser divididos em duas categorias: hemianopsias (defeitos setoriais no campo de visão) e contração generalizada do campo visual. Em alguns casos, a perda do campo visual ocorre de forma paulatina e o indivíduo desenvolverá mecanismos inconscientes de compensação através de varredura do ambiente por meios de movimentos dos olhos e da cabeça, e a percepção de perda visual pode ocorrer quando esta já estiver avançada.
acessibilidadenapratica_defeitos-do-campo-visual-periferico
Comparação entre 4 imagens com problemas progressivos de visão

Existem outros auxílios além da correção óptica nos casos de perda de campo visual periférico. Nos casos de contração generalizada, pode ser utilizada a condensação da imagem (para aumento da informação visual dentro do campo visual viável). Para a condensação da imagem, pode-se utilizar os seguintes equipamentos: telescópios reversos, lentes negativas e prismas dispostos circularmente nas lentes dos óculos com a base posicionada na periferia. Os recursos de condensação da imagem podem não satisfazer alguns pacientes, pois reduzem a resolução da imagem (minificam). A ampliação da imagem retiniana fica restrita apenas a alguns casos, pois a imagem ampliada poderá ter extensão maior que o campo visual remanescente. Caso seja indicado algum método de ampliação, os que apresentam resultado mais significativo são os de videoampliação. Já nos pacientes que apresentam hemianopsia, pode-se utilizar prismas e espelhos para que a informação visual do campo lesado seja apresentada ao campo remanescente, sendo necessário que o paciente seja orientado quanto à técnica de rastreamento.

Além dos auxílios ópticos possíveis, os pacientes também devem ser encaminhados para área de orientação e mobilidade, e em muitos casos o uso de bengala ajuda o paciente a garantir sua autonomia e independência.

Dr. Paulo Miziara – Médico Residente em Oftalmologia

Fonte: Acessibilidade na Prática

Procurador quer investigar contratos de OPME na Sesap

A aquisição de órteses, próteses e outros meios auxiliares de locomoção (OPMEs) pelo Estado do Rio Grande do Norte é objeto de investigação do Ministério Público de Contas. O órgão requereu no dia (16) uma Tomada de Contas Especial na Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para fiscalizar licitações e contratos realizados a partir de 2013, bem como as despesas públicas decorrentes de demandas judiciais impositivas de intervenções cirúrgicas. “O indício preliminar que chamou a atenção é que a Sesap não tem controle sobre estes gastos”, afirmou Luciano Ramos, procurador-geral do MPjTCE/RN.
Humberto Sales
Pequena Joelma, paciente do CRI, espera órteses para mãos e pés. Unidade aguarda materiaisPequena Joelma, paciente do CRI, espera órteses para mãos e pés. Unidade aguarda materiais

O primeiro pedido se deu por causa da divulgação em âmbito nacional de irregularidades praticadas na compra ilegal desses equipamentos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao apresentar relatório que o MPC considerou incompleto, a Secretaria respondeu que “enfrenta dificuldades em catalogar as informações solicitadas em virtude da sua extensão e complexidade.” 


Desta forma, limitou-se a enumerar alguns processos licitatórios realizados entre os exercícios de 2013 e 2015 destinados à aquisição dos materiais em apreço, descrevendo a quantidade que teria sido adquirida, o que, argumenta o procurador-geral do MPjTCE, justifica o pedido de tomada de contas especial na pasta da Saúde.

Os únicos valores detalhados são referentes aos produtos dos dois primeiros lotes do Pregão Eletrônico realizado em 2013, num custo de aproximadamente R$ 1,2 milhão. “O Rio Grande do Norte encontra-se sujeito à ocorrência das práticas ilegais vislumbradas nas demais secretarias de saúde pública”, justifica o documento de solicitação da Tomada de de Contas.

Com a tomada de contas, o procurador quer averiguar a regularidade dos procedimentos de licitação, contratação direta e contratos administrativos pertinentes à aquisição de órteses, próteses e materiais especiais nos exercícios de 2013, 2014 e 2015, devendo ser detalhada, notadamente, a quantidade e a natureza de tais contratações, a quantidade de procedimentos cirúrgicos realizados, a relação de fornecedores dos materiais, análise da compatibilidade com os valores de mercado, bem como se os procedimentos foram efetivamente realizados e se eram realmente necessários.

Além disso, quer saber sobre a ocorrência de eventual bloqueio de bens determinados por ordem judicial para intervenções médicas ao longo dos exercícios de 2013, 2014 e 2015, especificando o seu montante e as razões que lhe deram causa, bem como os beneficiários – fornecedores, médicos contratados e pacientes – destas intervenções.

Luciano Ramos pede que seja assinado prazo de 30 dias para a conclusão da tomada de contas especial e que seu resultado seja encaminhado ao Tribunal de Contas do Estado no prazo de 48 horas após sua finalização. A equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE tentou questionar o secretário estadual de Saúde, Ricardo Lagreca. 

A resposta chegou por meio de nota da assessoria de imprensa da Sesap, informando que o órgão público já havia encaminhado às autoridades dados fornecidos pela Comissão Permanente de Licitação do Complexo Estadual de Regulação e Gerenciamento de Registro de Preços, referente aos contratos no período solicitado. Os dados de que trata a Secretaria foram enviados pelo Ofício nº 1064/2015/GS/SESAP na terça-feira (15) e são justamente os que foram considerados “insuficientes” e provocaram a Tomada de Contas Especial. 

CRI/CRA não recebe OPMEs desde 2011
O Rio Grande do Norte já teve problemas com licitações de OPMEs. Em 2014, foi cancelada uma licitação na modalidade pregão presencial para aquisição desses produtos. A decisão foi do então secretário de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, diante de um valor próximo a R$ 17 milhões. Segundo a diretora técnica do Centro de Reabilitação Infantil e de Adultos (CRI/CRA), Marilene Soares o CRI/CRA não é contemplado por processo de compra desse tipo de material desde 2011.

Somente no final de fevereiro deste ano, um novo processo foi concluído, em pregão eletrônico. A unidade aguarda a chegada de 3.100 meios auxiliares de locomoção, mas Marilene reconhece que a necessidade é maior. “A fila já tem mais uns 2 mil”, lamenta a diretora. 

Pacientes do CRI/CRA ficam sem perspectiva de adiquirir equipamentos como cadeira de rodas e órteses. É o caso da pequena Joelma, 9, de Extremoz, que sofreu acidente há dois meses. “Eu comprei uma cadeira de balanço e coloquei almofadas em casa para improvisar. Ela também precisa de órteses para as mãos e os pés, mas não tem”, conta a mãe, Celma Amaro.

Fraudes são investigadas na Câmara e Senado 
As fraudes na relação de compra de órteses, próteses e materiais especiais entre empresas e o poder público são investigadas por Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) na Câmara dos Deputados e no Senado. Durante audiência da CPI da Máfia das Órteses e Próteses na última quarta-feira (15), na Câmara, o ministro da Saúde, Ademar Chioro reconheceu a existência de ilegalidades no setor de dispositivos médicos implantáveis no Brasil. 

Ele disse que o Ministério da Saúde encaminha os casos de irregularidades para a Polícia Federal, vez que a pasta não tem o poder de polícia. Também informou que um grupo de trabalho foi criado para analisar as dificuldades do setor e deve apresentar sugestões até o segundo semestre deste ano. A máfia das próteses foi constatada em cinco estados, com indícios de que médicos recebiam entre 15% e 50% do valor dos produtos. 

A TN publicou em fevereiro reportagem que apontava indício de máfia também no RN. O exemplo dado foi o do contador Kleber Moraes da Costa, que precisava reconstruir a face devido a um acidente. Entre os primeiros preços que lhe foram apresentados, o menor era de R$ 399 mil. Orientado pelo plano de saúde, conseguiu a cirurgia ao valor de R$ 9.480. 

Fonte: Tribuna do Norte

Zenaide Maia visita APAE em Natal e garante apoio na luta em defesa dos direitos da pessoa com deficiência

APAE3
A deputada federal Zenaide Maia (PR/RN) visitou na tarde desta sexta-feira (17) a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, em Natal, onde participou de um encontro com presidentes e representantes das 17 Apaes do Rio Grande do Norte.

Titular da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a deputada Zenaide Maia foi recebida pelo presidente da Federação das Apaes do Estado do Rio Grande do Norte FEPAES-RN Willian Ferreira, o vice-presidente Sérgio Anache, além do Auto Defensor Estadual das Apaes – Edilson André do Nascimento.

Durante o encontro, realizado no auditório Helson Benévolo Xavier Filho, a deputada falou sobre o trabalho que será desenvolvido pela Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e a satisfação de fazer parte da comissão. “Foi com grande alegria que recebi a missão de ser titular da comissão, pois terei oportunidade de poder ajudar e defender as pessoas com deficiência”, destacou Zenaide Maia.

Entre as responsabilidades da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência está a análise de todas as matérias atinentes às pessoas com deficiência, pelo recebimento, avaliação e investigação de denúncias relativas a ameaça ou violação dos direitos das pessoas com deficiência, pesquisas e estudos científicos , colaboração com entidades não governamentais, nacionais e internacionais, que atuem na defesa dos direitos das pessoas com deficiência e acompanhamento da ação dos conselhos de direitos das pessoas com deficiências, instalados nos municípios, estados, Distrito Federal e União.

Fonte: G7 Comunicação – Gustavo Farache

Mega-sena acumulada pode pagar bolada de R$ 33 milhões neste sábado

A Mega-Sena pode pagar a bolada 33 milhões de reais neste sábado (18) ao apostador que acertar as seis dezenas do concurso 1.696. O sorteio será realizado às 20h no Caminhão da Sorte da Caixa, que está em Marília (SP), estacionado na Av. Benedito Alves Delfino. A aposta mínima na modalidade custa 2,50 reais e pode ser feita nas casas lotéricas até as 19h. Clientes da Caixa também podem realizar o palpite pelo internet banking.

Reunião com secretário vai tratar sobre hospital de Currais Novos

Na próxima sexta-feira (24), pela manhã, Francisco Lins, Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Currais Novos, juntamente com Francisco Canindé dos Santos, Presidente do Conselho Estadual estarão se reunindo com o secretário de saúde Dr. Ricardo Lagreca, tratando sobre a situação de penúria por que passa o hospital regional “Dr. Mariano Coelho”, cuja diretoria se exonerou.
Efeito
Segundo as informações, o agendamento dessa reunião, se deu, depois que o Conselho Municipal entregou documento ao ministro da saúde, recentemente em Brasília, relatando sobre a situação do HRMC.

Vivas a Irmã Ananília!!


Com uma Missa em Ação de Graças, com grande participação, foi aberta na noite desta sexta-feira, as comemorações pelos 85 anos da Irmã Ananília, Presidente Emérita da Casa do Pobre “Madre Francisca Lechner”, em Currais Novos.
O prefeito Vilton Cunha e a vereadora Dadá prestigiaram a celebração, presidida pelo Pároco de Sant’Ana, padre Erivan Primo.
A família da religiosa esteve presente, oportunidade em que ela Ir. Ananília recebeu várias homenagens.
O bolo servido a comunidade, foi um presente da RedeMais Venâncio.
Hoje
A programação prossegue neste sábado, com jantar de adesão e leilão popular.

Fonte: Blog Vlaudey Liberato

Projeto Realiza Oficina de Fotografia nos “Negros do Riacho”

43c50f43c69d9b5996957e8b406e14ce-700x467A Comunidade Quilombola Negros do Riacho agora tem um pouco de sua realidade contada através da fotografia. As fotos foram produzidas por crianças, adolescentes e jovens que fazem parte do Projeto RPTV – Educação, Cultura e Comunicação.
O trabalho é resultado da oficina de fotografia, memória e identidade, onde os participantes aprenderam a técnica da linguagem fotográfica e documentaram aspectos da sua realidade e do seu cotidiano.
Acervo
As fotos estão sendo transformadas em uma série de cartões postais que integrarão o acervo do Ponto de Memória da comunidade quilombola em Currais Novos/RN.
“Exercitar o olhar de crianças e adolescentes e fazer com que elas captem através das câmeras aspectos da sua realidade, sem dúvida faz com que esse público comece a enxergar de uma forma mais crítica seu papel de sujeitos protagonistas de sua própria história”, disse Raimundo Melo que é coordenador da iniciativa.
O projeto conta com o apoio do Prêmio Itaú-Unicef e o patrocínio da Petrobras.